quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

DIGA ADEUS AO SEDENTARISMO

DIGA ADEUS AO SEDENTARISMO

 Não dê mais desculpas, dê passos em busca da sua saúde!

O ano finalmente está "começando" e está na hora de botar suas metas de 2016 em práticas. Emagrecer, ficar mais saudáveis ou exercitar-se com regularidade são ótimas resoluções de ano novo, nós ajudamos a concretizá-las de uma forma bem fácil: calce o tênis e dê suas primeiras passadas!
 A corrida é uma das modalidades mais procuradas por quem quer sair do sedentarismo porque não demanda equipamentos caros ou matrícula em academia para começar a praticar. Porém, como se trata de um esporte de impacto, exige algumas medidas importantes de proteção à saúde.
Para ajudar você a estrear na corrida com o pé direito (seguido pelo esquerdo), a Vidativa Floripa listou algumas dicas para tirar você do sofá e coloca-lo na pista.



Atenção extra
Para evoluir nos treinos vale lembrar:
  • Ouça seu corpo e relate qualquer tipo de dor, incômodo ou cansaço excessivo ao seu treinador.
  • Use sempre equipamentos adequados à prática da corrida.
  • Tenha paciência, pois cada corpo tem o seu tempo de adaptação ao esporte.
  • Não corra todos os dias e respeite sempre a planilha passada por seu treinador – como volume, intensidade e dias de descanso indicados.

Está convencido que a corrida vai fazer muito bem para você? Marque um treino experimental preenchendo o formulário ao lado e para saber mais sobre a Vidativa Floripa e a corrida curta nossa página no Facebook. Sempre postamos as novidades por lá.

No próximo artigo, iremos ver qual é a melhor forma de correr no calor.

Até a próxima e...


GO VIDATIVA


segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Quer melhorar na corrida? Aposte no pilates!

Para muitos apaixonados por corrida é difícil realizar exercícios sem ser a corrida propriamente dita. Hoje vamos ver como o Pilates pode ajudar os corredores a atingirem suas metas!

O nosso blog já abordou os benefícios do pilates: fortalece os músculos fracos, alongar músculos encurtados e aumentar a mobilidade das articulações. O reforço muscular global é um dos grandes diferenciais da atividade. Relacionando o exercício à corrida, podemos citar a potencialização do desempenho esportivo, já que previne lesões e problemas musculares.
A questão da correção e manutenção da postura também é de fundamental importância: o fortalecimento da musculatura responsável pela sustentação da coluna faz com que o atleta tenha melhor controle sobre a mecânica da corrida, garantindo melhor execução de seu movimento e otimização de sua performance.
A melhora do equilíbrio, prevenção de patologias cardiovasculares e o fortalecimento muscular e ósseo são outros benefícios, que também podem ser importantes para os corredores de todas as idades.
Além de todos os benefícios citados ainda podemos contar com o desenvolvimento da consciência corporal, da respiração correta, da concentração e principalmente do CORE (abdomen, lombar e quadril), todos fundamentais na prática da corrida!
É sempre muito importante que o corredor tenha outra atividade para complementar a corrida. A prática de outras modalidades melhora a performance nas duas atividades e ainda previne lesões, já que reduz o estresse muscular localizado por um exercício específico. E qual a sua atividade complementar? Vale tentar o Pilates?
Pensando nisso a Vidativa Floripa e Estúdio Pura Vida Neopilates e Fisioterapia firmaram uma parceria pra lá de vidativada! 
No mês de fevereiro vamos estrear a base de treinos NOVO CAMPECHE partindo do Estúdio Pura Vida! Além da corrida os vidativados poderão usufruir do Neopilates e da fisioterapia com um desconto especial.
Maiores informações com a professora Bruna dos Anjos do Estúdio Pura Vida: (048) 9685-2215
Ou pelos contatos da Vidativa Floripa: vidativafloripa@gmail.com / (48)9929-9602 e 9919-8354


quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

10 esportes que ajudam na corrida


Você treina regulamente, mas está sentindo que precisa apostar em novas medidas para ir melhor na corrida de rua? Ou saiu de férias e está meio desanimado para voltar a treinar pois as passadas ficaram mais pesadas e lentas? 
Saiba que outros esportes podem ajudá-lo a ganhar rendimento e (até!) garantir que você corra menos riscos de sofrer lesões e desgastes musculares. Sim, o crosstraining ajuda a melhorar seu condicionamento cardiorrespiratório, a fortalecer os músculos, além de auxiliar a acelerar a recuperação muscular. Isso porque outros esportes mudam os estímulos já sofridos pelo corpo com a corrida, sendo uma excelente estratégia para aprimorar suas capacidades físicas, tais como velocidade, força, resistência, agilidade, equilíbrio e flexibilidade.
Listamos 10 esportes alternativos que podem fazer muito por você. Para isso, basta apostar em um ou mais deles, tornando um complemento divertido da sua rotina de treinos.
















 No Verão Vidativa além da corrida sempre procuramos agregar algum esporte ou atividade diferenciada aos treinões de sábado, para diversificar as experiências físicas da galera, proporcionar opções de atividades alternativas e práticas saudáveis e divertidas!

Venha correr conosco e conhecer mais desta VIDATIVIDADE! Entre em contato e marque seu treino experimental.

Boa semana e bons treinos!

GO VIDATIVA



terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Agora é a hora: vamos voltar a correr?

Vamos voltar a correr?






























O post de hoje é para aquela turma que por algum motivo interrompeu sua rotina de treinos e agora já está pronto para voltar às corridas. Se você se encaixa neste perfil, saiba que para um retorno saudável, é preciso tomar alguns cuidados. A Vidativa Floripa vai listar os motivos mais frequentes para o abandono parcial das corridas e também vai dar algumas dicas para um retorno triunfal!
Alguns se afastam por uma das razões mais comuns: agenda atribulada. Muitas vezes sacrificamos o tempo dedicado aos treinos por conta do trabalho, ou para ficar mais com a família. Se identificou? Uma boa dica é se inscrever em uma corrida leve e rápida (de 5 a 8km), será fácil de treinar e voltar ao convívio do pessoal do grupo vai te dar um incentivo a mais para concluir a prova e e mantê-lo motivado para continuar.
Mas se você deixou os tênis de lado porque tirou férias, existem outras dicas que podem te ajudar a se adaptar novamente à rotina dos treinos. Escolha um horário com temperatura amena, roupas leves e lugares mais arborizados e com um tom de aventura para as suas corridas. A prática da corrida em lugares mais agradáveis vai te ajudar a lembrar do prazer que existe em correr, depois disso, fica mais fácil encarar treinos mais puxados.
Outro motivo muito comum para uma pausa nos treinos é a lesão, pois, quem pratica qualquer tipo de atividade física está sujeito a se machucar. No retorno das lesões é preciso ter muito cuidado, o entusiasmo para voltar ao ritmo em que estava antes de se machucar deve ser controlado, e os treinos têm que começar de maneira leve, e irem aumentando a intensidade gradativamente.
E agora vai a última e melhor dica de todas: rever os amigos, conhecer pessoas novas e viver experiências incríveis na natureza com a VIDATIVA! A data já está marcada, dia 09/01 vai rolar o 1º Treinão de Sábado de 2016 com um percurso desafiador e lindo pela trilha que leva a Praia de Naufragados no extremo sul da ilha. Ao final da corrida ainda teremos um pic-nic e organização do calendário de provas e objetivos para o novo ano que se inicia.

Para dar um incentivo a mais, confira a super promoção da Vidativa Floripa - De volta às Pistas! Entre em contato através do email vidativafloripa@gmail.com e retome sua VIDATIVIDADE!
Bons treinos e GO VIDATIVA

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

MELHORE A BIOMECÂNICA DA SUA CORRIDA

Trabalhar os fatores mecânicos de seu corpo é um dos principais passos para uma maior eficiência na hora de correr

Não é novidade para os corredores de longa data que a mecânica de movimento é um ponto crucial para um bom desempenho na hora dos treinos e das provas. Uma boa biomecânica pode garantir redução no número de lesões causadas por atividades repetitivas e auxiliar o atleta a bater metas e reduzir os tempos com mais facilidade.
A falta de um bom movimento se deve a diversos fatores. Problemas como o excesso de peso, pouca força muscular nos membros e baixa coordenação dos movimentos, além de erros básicos na hora dos treinos, podem comprometer a mecânica esportiva do atleta, aumentando a fadiga muscular e reduzindo o desempenho.
Correr é um padrão global, o que direciona a movimentação para um “ideal”, que não existe. O jeito ideal de correr é diferente para cada um. É importante que o atleta encontre a melhor maneira, que atenda a seus requisitos e respeite suas limitações.
Existem erros que devem ser corrigidos, como os ombros encolhidos na hora de correr ou a falta de movimentação dos braços. Logicamente existem equívocos que precisam ser acertados o mais rápido possível, mas o corredor experiente, por exemplo, terá mais dificuldade de mudar sua mecânica de movimento, por já estar acostumado a ela.

Fatores genéticos podem influenciar neste quesito. Afinal, quem tem propensão genética à magreza ou pernas mais longas, terá mais facilidade na prática do esporte. Contudo isso não significa que um bom trabalho não vá gerar resultados.

Avaliar a qualidade de movimento do corredor é o primeiro passo. Depois é necessário trabalhar junto com o atleta os fatores que precisam ser melhorados. Exercícios de musculação e/ou funcionais são essenciais, pois aumentam a força nos músculos e melhoram a aptidão física ao esporte. A coordenação motora e específica para os movimentos de corrida também são fatores determinantes para uma boa evolução. Para isso existem os exercícios educativos e técnicas de corrida.
Veja alguns exemplos de exercício educativo e seu objetivo: 


Skipping alto e baixo: corrigir a elevação de joelhos na passada;


Anfersen: melhorar a elevação do calcanhar


Dribling: maior ênfase na articulação do tornozelo;


Hopserlauf: melhorar a flutuação da corrida;


Kick out: aumentar a amplitude da passada;


Saltos: para corredores de alto desempenho sem predisposição de lesão;


Afundo pliométrico: melhorar a movimentação dos braços, força muscular e impulsão.

Os exercícios educativos são simples e não ocupam muito tempo em sua execução, sendo recomendável realizá-los antes dos treinos para melhoria das técnicas e antes das corridas como forma de aquecimento.

Um bom padrão de mecânica de movimento é aquele que melhor se adapta às suas limitações e possibilidades. Possuir uma boa mecânica evita lesões, pois a sobrecarga sobre os membros é menor. Quem tem algum problema na parte óssea, por exemplo, pode evitar as lesões freqüentes por meio de trabalhos específicos. Além disso, uma boa mecânica de movimento auxilia na economia de força, melhorando a performance.

Todas as quartas e quintas-feiras os exercícios educativos são desenvolvidos nos treinos de corrida da Vidativa, venha participar e melhore suas passadas!

GO VIDATIVA

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

5 DICAS PARA VENCER A PREGUIÇA E TORNAR A ATIVIDADE FÍSICA PARTE DA SUA VIDA

Começar a praticar atividade física, independentemente de qual seja, pode ser algo muito complicado para algumas pessoas. Ter a força de vontade de levantar, colocar a roupa de malhar e sair para correr, por exemplo, exige um baita esforço. Mas, pensar que esse esforço irá trazer benefícios para o seu corpo e saúde é um passo para começar a ter uma vida mais saudável.
Sabia que praticar algum exercícios durante 30 minutos em alguns dias ou 2 horas e meia por semana, já pode fazer a diferença? O importante não é por quanto tempo fazer, mas sim realmente fazer. Basta realizar uma atividade de intensidade moderada. Por isso, é só escolher as atividades que mais gosta e aproveitar!
Sabemos que para começar esse ritmo de verdade e tornar o exercício parte da sua vida pode ser um pouco complicado. Por isso, aqui vão algumas dicas para vencer a preguiça e botar o corpo para mexer!
1- Comece aos poucos
Por estar no começo e não ser muito habituado com exercícios, a dica é começar com meia hora durante algumas vezes na primeira semana. Mas, na próxima, aumente a intensidade e a duração. Assim, seu corpo vai se acostumando gradativamente.
2- Arraste alguém com você
Ter uma companhia não deixa o treino monótono. Sem contar que você terá vergonha de dar aquela desculpa esfarrapada para não ir. Uma pessoa te incentivando e te acompanhando é tudo de bom.
3- Novas atitudes no dia a dia
Parar o carro um pouco mais longe do trabalho pode ajudar também sabia? Uma caminhada, por pelo menos 10 minutos todo dia já pode reduzir o stress, melhorar o humor e dar um “up” a mais. Tente. Logo logo verá os resultados!
4- Use a tecnologia a seu favor
Sabe aquele jogo de videogame para dançar que todo mundo adora, mas tem vergonha? Ele pode te ajudar, e muito! Além de poder juntar uma galera para fazer com você, ele é um ótimo exercício, pois você se mexe e ele serve como um exercício aeróbico. Que tal praticar todos os dias, por pelo menos 15 minutos? Mas, se você não curte muito dançar, há outros jogos que exigem movimento também, como de luta virtual, de esportes (como tênis, vôlei de areia etc) e até mesmo alguns aplicativos que criam treinos funcionais, que você pode fazer em casa mesmo. É só baixar no celular.
5- Tenha uma inspiração
Se inspirar em alguém, não importa quem, é uma ótima dica para ficarmos motivados e corrermos atrás de nossos objetivos. Tenha isso em mente e só sossegue quando conseguir ficar com o corpo que sempre quis! Mas, nada de exageros, ok?!

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

DESENVOLVA SUA CORRIDA COM TREINOS NA AREIA

Terreno promove mais condicionamento físico, melhora a estabilidade das articulações, entre outros benefícios

A corrida em diferentes terrenos pode proporcionar um excelente condicionamento físico para os atletas. A areia, por exemplo, contribui para a melhora da força dos membros inferiores, aprimora a estabilidade das articulações (tornozelo, joelho e quadril), além de trabalhar o condicionamento cardiorrespiratório.
os treinos realizados na praia ou em uma caixa de areia podem ser feitos nos mesmos moldes de uma corrida no asfalto ou na pista. É possível fazer intervalado, contínuo, shuttle-run (deslocamentos curtos e mudanças de direção em alta velocidade), entre outros.Também dá para fazer um circuito, com a corrida seguida de uma série de exercícios.

Se você está se preparando para uma prova, o trabalho na areia é interessante no período de base (início do processo de treinos específicos para um objetivo), já que este treinamento desenvolve a resistência de força e melhora o condicionamento cardiorrespiratório. Porém, treinar muito em areia faz o atleta ficar mais lento, já que o terreno absorve demais o impacto e ‘segura’ o movimento da corrida. Além disso, a atividade é mais desgastante do que uma simples corrida na rua e, por ser em um solo irregular, exige um bom preparo muscular para evitar torções de tornozelo. Por isso, deve-se dosar a intensidade, volume e quantidade semanal deste treino.
Alguns cuidados para que o exercício na areia seja o mais seguro possível:
  • Evite correr descalço, pois algum objeto ou sujeira pode cortar e machucar seus pés. Só o faça caso o treinamento seja executado em um trecho pequeno e delimitado, em que o atleta tenha certeza de que não há nada que pode causar algum ferimento.
  • Use meias de neoprene ou tênis de perfil baixo para proteger os pés.
  • Antes do treino, faça um bom alongamento dinâmico e um aquecimento fora da areia – ou em algum local onde o solo for mais dura – para preparar as articulações, tendões e ligamentos, que serão exigidos no instável terreno.
  • Nunca esqueça o filtro solar, boné ou viseira para proteger-se do sol e do mormaço e da hidratação para refrescar e repor os líquidos perdidos durante a corrida.
Este tipo de treinamento é indicado para corredores iniciantes ou experientes. Apenas precisa ser bem orientado acerca do volume, intensidade e frequência. 
Para atletas em trabalho de base, correr na areia é indicado uma vez por semana. Já em outros períodos, uma vez a cada 15 dias é mais do que suficiente.

Como moradores de Florianópolis, nós vidativados temos muitas opções para escolher a pista de treinos na areia, desde praias com areia fofa como a Praia Mole, dunas como a Praia da Joaquina até praias de areia batida como Jurerê. No Verão Vidativa vamos fazer um tour pelas lindas areias da ilha, fortalecendo a turma vidativa e aproveitando a melhor estação do ano!

GO VIDATIVA