sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Mountain Do Lagoa 2013

O Mountain Do Lagoa 2013 movimentou a semana dos vidativados. Confira o diário de bordo da prova:

Quarta-feira, 09/10 - A Reunião







A galera se reuniu para repassar todas as informações quanto o dia da prova, especificações e dificuldades dos trechos a serem percorridos, logística de carros e tarefas da equipe de apoio. Depois de tudo esclarecido nos deliciamos com a Festa da Pizza!







Sexta-feira, 11/10 - O Simpósio 


 Realizamos a retirada dos kits a tarde e a noite encontramos os vidativados no LIC para prestigiar o simpósio e coquetel do evento além de acertar os últimos detalhes do grande dia.





 

Sábado, 12/10 - A Prova



As 7h os vidativados já começavam a se concentrar no LIC onde dividimos as equipes, planilhas de tempo, logística, alimentação e hidratação.
Os atletas Dorotéia, Pati, Lilian, Tomy e Sergio  realizavam o aquecimento para o primeiro percurso que saia do Lagoa Iate Clube pelo Canto da Lagoa até o trevo do Porto onde iniciava uma pequena trilha que levava do caminho de dunas entre a restinga até o Novo Campeche finalizando 10,7K. Enquanto isso o restante da galera se organizava para ir aos pontos seguintes do revezamento.
8h foi dada a largada! Carol, Kris, Vanessa, Johny e Léo já estavam aguardando a chegada dos companheiros no posto de troca do Novo Campeche. O sol forte castigou a galera do
trecho 1 que depois de enfrentar as subidas e descidas de asfalto no Canto encararam algumas dunas, poças de água e a pista movediça da restinga.
O 1º posto de troca da prova estava movimentado, todos os atletas com a adrenalina a mil aguardando a chegada dos primeiros corredores. Dorotéia foi a 1º mulher a chegar passando o bastão para Carol, logo vieram Sergio, Tomy, Pati e a Lilian.





O trecho 2 saia do loteamento Novo Campeche pelo asfalto até a rua da Capela, onde o pessoal passava por uma pequena trilha para retornando para a praia rumo à Joaquina. A areia fofa e o forte vento nordeste deram o tom da dificuldade do trecho de 8,6K.






Na Joaquina a concentração Vidativa contava com a Clara, Júlia, Brisa, Eric e Barbosa que estavam preparados para enfrentar o trecho 3 de 5,4K. O percurso curto porém intenso iniciava com a subida da imensa duna do sandboard chamada de Waimea, passando por uma trilha que terminava em uma descida empolgante até o campo de futebol do beco dos surfistas (ótima para dar aquela respirada depois de muito esforço na areia movediça). Lá estava a postos uma parte da equipe de apoio com hidratação e aquele incentivo para a turma. Os atletas atravesavam a estrada geral da Joaquina para então começar a íngreme trilha do morro do Gravatá finalizando o percurso na Praia Mole.




No 3ª posto de troca Titi, Bruna, Elisete, Daniel e Gildo aguardavam seus companheiros de equipe ansiosos para correr os 7,6K saindo pela areia da Praia Mole até o bar do Cachorrão subindo ao asfalto para seguir por uma trilha até a Praia da Galheta onde os atletas iniciariam a intensa subida na trilha rumo a Barra da Lagoa. Apesar de casca grossa o trecho 4 recompensa o corredor com visuais deslumbrantes do leste de ilha.


No trecho 5 com largada do Projeto Tamar - Barra da Lagoa todos os vidativados se encontraram para uma reposição energética deliciosa com Açaí Via Lactea. Neste percurso os atletas dos quartetos iniciavam a segunda etapa de corrida representados pela Dorotéia e Sergio. Já os octetos estavam representados pelos atletas Amanda, Ester e Marquinhos que estavam focados em dar o seu máximo nos 6,4K pelo bosque e areia fofa até a Praia do Moçambique. O vento contra mais uma vez castigou a galera que não se entregou sabendo que os companheiros Carol, Leo, Adele, Márcia e Nelson aguardavam para o revezamento.



A Praia do Moçambique foi a largada do trecho 6, um dos mais longos da prova com 12,2K passando por toda estrada costeira da Praia do Moçambique, seguindo pelas dunas até cruzar a estrada geral do Rio Vermelho, seguindo rumo a Vargem Grande onde encarariam ainda uma longa subida de estrada de terra e nessa parte foi fundamental o apoio da equipe que auxiliou os atletas com hidratação e motivação até finalizarem sua corrida no Campo do Lili.


A turma do trecho 7, Titi, Emi, Nati, Thiago e Barbosa se preparava para largar do Campo do Lili, um percurso de 9,8K que passava por lindas estradas rurais e trilhas árduas com subidas sem fim.
Enquanto isso a concentração de vidativados aumentava no terminal Lacustre onde os atletas Clara, Gi, Mari, Lozano e Gildo pegaram o barco para a Costa da Lagoa, local de chegada dos companheiros de equipe e início da última etapa da prova.






O trecho 8 tem como dificuldade o volume de 12,4K e a dura trilha de pedras às margens da
Lagoa da Conceição, tendo ainda na reta final as subidas e descidas do Canto dos Araçás até a gloriosa chegada no LIC.





Durante toda a corrida contamos com uma super equipe de apoio que se doou por inteiro em prol do sucesso da equipe, acompanhando os colegas durante sua corrida, fazendo a hidratação em pontos-chave dos percursos, coordenando os resgates, aquecimento, tempo de prova e logística.
O esquadrão Vidativa contou com os Professores Leo e Fernando, Professoras Gi e Nati que coordenaram as equipes femininas e correram; nossos "capitães" Claudinha, Didi, Sergiones, Gabriel, Larissa, Zé Manoel, Taís, Cesão e a equipe de mídia com o Igor, o nosso cinegrafista maori, Priscila a fotógrafa das estrelas e o super motora Vitão.
 
Foi um dia alucinante em que vivemos as emoções a flor a pele, a adrenalina, a amizade, o companheirismo, o alto gasto energético e principalmente a UNIÃO.

Nossa primeira equipe a cruzar a linha de chegada foi o quarteto feminino com tempo total de 7:01:21, conquistando merecidamente o 1º lugar da categoria e batendo o recorde de todas as equipes femininas da prova nesse percurso!
Depois chegaram os meninos do quarteto masculino com tempo de 7:30:10 ficando em 14º lugar.
As meninas do octeto feminino 1, que faturaram o 2º lugar da categoria, terminaram a prova em 7:55:46 seguidas pelos meninos do octeto masculino que chegou em 9º lugar com 8:14:55.
A equipe inteira aguardou a chegada do octeto feminino 2 que finalizou a prova com 9:51:08 ficando em 8º lugar.

A Vidativa completou mais um Mountain Do Lagoa da Conceição com recorde de participação de vidativados homens, mulheres, novatos, veteranos, professores, amigos, familiares, todos que deram seu máximo para nossa vitória! De quebra ainda levamos alguns troféus das vidativadas e fechamos a prova com o sentimento de missão cumprida! Obrigado a todos por fazerem parte da Família Vidativa e PARABÉNS, VOCÊS SÃO O NOSSO SUCESSO!
 

Domingo, 13/10 - A Premiação 


 
 
 
 
Nosso quarteto feminino fantástico - Carol, Clara, Titi e Dorotéria - sagrou-se campeão da categoria com direito a RECORDE GERAL FEMININO da prova desde sua alteração de percurso. As meninas fizeram ótimos tempos em todos os trechos garantindo o primeiro lugar com larga vantagem sobre o segundo colocado. Estão de parabéns guerreiras!







Nosso esquadrão de vidativadas do octeto feminino 1 deu o sangue na prova para conquistar o 2º lugar mais alto do pódio, superando as expectativas e mostrando que a união faz a força! Parabéns a todas pelos ótimos resultados!
 
 
 
 
Todos os participante de prova são vitoriosos, pela determinação seguir em frente enfrentando as adversidades que até o corpo duvida ser capaz de transpor. É aí que descobrimos que quando se QUER MUITO nada é impossível. E o melhor presente  é a satisfação da conquista pessoal!
 
 "A força não provém da capacidade física, e sim de uma
vontade indomável.” - Mahatma Gandhi
 
Confira os resultados parciais das nossas equipes:
EQUIPE
CATEGORIA
tempo total
Trecho 1 Dorotéia Sergio Pati Tomy Lilian
Trecho 2 Carol   Leo      Kris Johny Vanessa
Trecho 3 Clara Barbosa Julia     Eric    Brisa
Trecho 4 Titi   Gildo Bruna Daniel Elisete
Trecho 5 Dorotéia Leo Amanda Marcos Ester
Trecho 6 Carol   Leo Adele Nelson Márcia
Trecho 7 Titi Barbosa Emi Thiago Nati     
Trecho 8 Clara   Gildo      Gi  Lozano Mari
458 VIDATIVA FLORIPA 1º lugar - QUARTETO FEMININO 07:01:21 00:55:40 00:45:02 00:38:44 00:47:10 00:35:03 01:02:54 01:00:15 01:16:33
426 VIDATIVA FLORIPA 14º lugar - QUARTETO MASCULINO 07:30:10 01:01:54 00:40:55 00:45:45 00:49:06 00:35:35 01:05:11 01:11:24 01:20:20
869 VIDATIVA FLORIPA 2º lugar - OCTETO FEMININO 07:55:46 01:05:21 00:52:18 00:45:56 00:59:00 00:38:03 01:06:39 01:07:52 01:20:37
811 VIDATIVA FLORIPA 9º lugar - OCTETO MASCULINO 08:14:55 01:04:36 00:52:23 00:48:09 01:02:41 00:35:39 01:07:10 01:18:00 01:26:17
870 VIDATIVA FLORIPA 8º lugar - OCTETO FEMININO 09:51:08 01:16:32 00:59:53 01:00:50 01:17:25 00:55:39 01:31:58 01:22:52 01:25:59
 

Aí vai o teaser do DVD Vidativa Floripa - Mountain Do 2013, para deixar a galera com gostinho de quero mais!



MOUNTAIN DO 2013 TEASER from Igor Viegas on Vimeo.

Breve fotos do evento.

Gostou? Aproveite e deixe seu comentário e depoimento sobre a prova!

Bons treinos e bom final de semana!

GO VIDATIVA!




sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Running in the rain!!

Previsão para os próximos 7 dias: CHUVA! E agora?

Você tem uma prova importante chegando e está super animado com os treinos especifico, no entanto, São Pedro parece querer estragar seus planos de correr. Mas a chuva não precisa ser um empecilho para a atividade física, desde que sejam respeitados alguns conselhos: correr gripado ou saindo de um resfriado não é uma boa ideia, assim como sair de casa com incidência de raios durante uma tempestade. De resto, siga as dicas dos especialistas e corredores e aproveite o momento para colocar a mente e o corpo em dia.
corrida chuva eu atleta (Foto: Getty Images)Correr na chuva demanda alguns cuidados, mas não impede a prática esportiva
 
 Um bom aquecimento, terreno regular, boa postura e roupas secas após os treinos garantem um ótimo desempenho.
 Em dias chuvosos evite lugares desconhecidos e com terreno irregular. Buracos escondidos por poças de água podem causar entorses de tornozelo e problemas no joelho. Para fugir da água que vem em direção ao rosto, a tendência é abaixar a cabeça e inclinar o tronco para a frente. Essa postura mantida por um treino longo pode causar dores na coluna, então procure um trajeto onde a água não vá diretamente contra o seu rosto. O aquecimento é fundamental antes da corrida e ao final é importante trocar rapidamente as roupas molhadas para não deixar o corpo frio.
Outra dica preciosa: ingerir cinco porções diárias de frutas, verduras e legumes para garantir o acúmulo de vitaminas e minerais e blindar o organismo para as situações extremas.
 
Apesar da crença que sugere que exercícios na chuva podem afetar o sistema imunológico, cientistas comprovaram que a queda da temperatura corpórea aumenta o nível de atividade das células de defesa do corpo, portanto, não desanime! Quem nunca saiu para correr e foi pego por uma tespestade no meio do caminho? Para alguns pode ser desconfortável, para outros uma sensação maravilhosa. Quanto ao resfriado, basta estar bem fisicamente, com sistema imunológico em dia (boa alimentação e atividade física) que não tem jeito dele aparecer!

Você já entendeu que correr na chuva, desde que não seja sob raios e com a saúde debilitada, não tem problema algum. Porém, o que vestir? Um casaco impermeável e um boné para facilitar a visão são suficientes. Se o tempo abrir, use roupas com tecidos sintéticos, óculos escuros e protetor solar, além do boné. Assim, a combinação isolamento térmico, troca de ar, absorção e transporte de umidade, além do conforto, estarão garantidos no seu
 treinamento. E não se esqueça dos tênis molhados, eles podem estragar e mofar muito cedo. Para preservar os calçados, eles devem ser colocados para secar o mais rapidamente possível e, de preferência, com spray antibactericida.

corrida chuva eu atleta (Foto: Getty Images)Atenção ao conservar os tênis

É fundamental manter a imunidade equilibrada através da boa alimentação, prática moderada de atividade física e repouso. Ingerir cinco porções diárias de frutas, verduras e legumes garante o acúmulo de vitaminas e minerais, potentes antioxidantes que atuam estimulando o sistema imunológico e combatendo os radicais livres. Além disso, consumir vitamina C presente nas frutas cítricas, iogurte e leite fermentado, além de gorduras do bem como azeite e oleaginosas, atuam na melhora do processo de defesa do organismo.

Não se esqueça de manter a hidratação constante, pois mesmo sob chuva, o corpo perde líquidos através da transpiração e precisa de reposição adequada.

Agora é só criar coragem e ir correr!

GO VIDATIVA!
 
Fonte: EuAtleta globo.com

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Segredo do sucesso profissional: Exercícios físicos!

Atividade física: estudo revela que profissionais esportistas ganham mais, confira!

atividade-fisica-profissionais-esportistas-ganham-mais-revela-estudo
O que mais existe no mercado de trabalho são diferenças salariais entre sexos, faixas etárias e campo de atuação. Agora, um estudo descobriu que a frequência com que o profissional faz atividades físicas também o faz melhor ou pior remunerado.

O estudo foi publicado pelo Journal of Labor Research e realizado pelo professor Vasilios Kosteas da Cleveland State University. Entre as estatísticas apresentadas, é possível observar que os salários semanais variam bastante entre os diversos perfis de “profissionais esportistas”.

Metodologia e descobertas A frequência das atividades foi classificada como ‘nunca’, ‘raramente’, ‘pouca frequência’, ‘moderadamente’ e ‘frequente’. De ponta a ponta, observamos que quem nunca se exercita ganha, em média, 621 dólares. Já quem se exercita frequentemente ganha, em média, 983 dólares semanais. Diferença de 58%.

De acordo com a metodologia do estudo, se exercitar raramente é o mesmo que praticar esportes menos de uma vez ao mês. Com pouca frequência significa de uma a três vezes ao mês, moderadamente de uma a duas vezes por semana e frequentemente é o mesmo que praticar esportes mais de três vezes por semana.

Além da diferença constatada entre os profissionais que se exercitam e os que não, o estudo também revelou as diferenças entre os sexos. Estatisticamente os homens ganham – significativamente - mais que as mulheres, apesar de que o sexo masculino é muito mais propenso a ser incluído na categoria de profissionais obesos.

O estudo ainda confirmou o que levantamentos anteriores já indicavam, de que a obesidade tem um efeito bastante negativo na remuneração dos profissionais. Por fim, afirma que quanto mais frequente a intensidade das atividades físicas, mais diferenças salariais são observadas.

 

Quer dar um upgrade na sua produtividade e rendimentos?

Pratique exercícios físicos regularmente!

A Vidativa Floripa oferece assessoria completa de corrida, caminhada e personal trainer, entre em contato e agenda já sua aula experimental!

 
 

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Projeto Vidativados em Forma: 1º etapa de avaliações físicas

 Cada vez mais pessoas procuram por atividades físicas para melhorar sua saúde, para emagrecer, para praticar algum esporte, mas dificilmente as vemos preocupadas em procurar um especialista para fazer uma avaliação física. Para alguns pode não ter muita importância para outros é motivo de temor em função de um possível resultado desagradável...

O fato é que a avaliação física é muito importante, tornando-se fundamental realiza-la antes de iniciar qualquer tipo de exercício físico para que se possa determinar a condição física do individuo e ter parâmetros para verificar a curto, médio e longo prazo dificuldades ou qualidades do aluno. A avaliação física também é responsável por confirmar a evolução no treinamento pois quanto maior o número de dados e informações que o professor tiver sobre seu aluno, melhor planejado será o programa de exercícios.

Uma boa avaliação física deve ser constituída de uma anamnese; antropometria e análise da composição corporal; teste de capacidade cardiorespiratória; avaliação postural e avaliação neuromotora.
  • Anamnese é um questionário detalhado, um resumo sobre seu estilo de vida (hábitos ou vícios), doenças, doenças na família, cirurgias, dores, medicações, alimentação, sono, atividades físicas que a Vidativa Floripa envia a todos os alunos no início do treinamento.
  • Testes antropométricos e de composição corporal são as medidas de peso e estatura, circunferências e dobras cutâneas para calcular a porcentagem de gordura corporal e massa magra.
  • Teste de capacidade cardiorespiratória consta de eletrocardiograma; teste de esforço (ergométrico ou ergoespirométrico), que consiste em andar/correr (esteira) ou pedalar (bicicleta ergométrica) em esforço crescente com monitoramento da atividade do coração. Por estar monitorando a atividade cardíaca em esforço ele pode detectar problemas que o eletrocardiograma comum não revela; costuma ser utilizado para detectar doença arterial coronariana. O ergoespirométrico além de verificar a capacidade aeróbia também verifica exatamente as faixas de batimentos cardíacos que vão determinar a intensidade ideal e personalizada de treinamento.                                                                                                  Estes testes devem ser sempre acompanhados por um cardiologista.
  • Avaliação postural verifica através de observação ou fotografia desvios da coluna vertebral, ombros, joelhos, pés, vícios posturais e desequilíbrios musculares.
  • Avaliação neuromotora compreende os testes de força, resistência muscular localizada e flexibilidade. A força, capacidade que o individuo tem de vencer uma resistência, é medida através de um equipamento denominado dinamômetro. Os testes para verificação de resistência muscular são feitos através da execução de movimentos repetidos num determinado espaço de tempo e é geralmente feito com abdominais ou flexões de braço. A flexibilidade é o grau de amplitude de movimento de uma articulação ou conjunto de articulações e no teste é medida a capacidade que o músculo tem de se estender ao máximo. É normalmente utilizado para essas medidas um equipamento chamado banco de Wells.

Enfim, esse conjunto de testes vai determinar sua real condição física, vai detectar seus pontos fortes ou deficiências, vai permitir que você perceba seus progressos e vai dar ao professor informações preciosas para montagem de um programa eficiente e seguro. As reavaliações devem ser feitas conforme indicação do professor, de acordo com os objetivos a serem alcançados, a cada três meses, seis meses ou anualmente.




No Treinão de Sábado do dia 01/06 a Vidativa Floripa deu o start na 1º etapa do Projeto Vidativados em Forma, num dia lindo a Beira-Mar. Os professores Leonardo, Fernando e Giselle fizeram um mutirão de avaliações antropométricas nos atletas que após realizarem os procedimentos desfrutaram de um delicioso café da manhã para então partirem para a corrida.
Os resultados da primeira etapa já foram enviados por email e logo estaremos realizando as avaliações posturais e neuromotoras. AGUARDEM!














Boa semana a todos e bons treinos!

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Vidativa Floripa na mídia!

Salve galera!

Nossa turma vidativada está bombando na mídia!
A primeira aparição foi das meninas que participaram do Revezamento Volta à Ilha 2013 como representantes da cidade de Floripa na categoria feminina em uma reportagem ao jornal Notícias do Dia.



Agora nossas atletas Emi DiDomenico e Giu Korzenowisk participaram de uma reportagem para o caderno Donna do jornal Diário Catarinense sobre Abdômem Sarado. As meninas fizeram sucesso e a equipe da reportagem contatou o Professor Leonardo para dar dicas de como conquistar o tão sonhado "abdômem tanquinho".

Confiram:
- Vídeo publicado no site ClicRBS com dicas e exercícios para definir e fortalecer a musculatura abdominal;


E mais:
- Entrevista da atleta Emi para a sessão notícias do Donna online (clique para acessar);

- Fotos para a reportagem no caderno Donna do jornal Diário Catarinense;

E aí? Também quer um abdômem sarado como o das nossas atletas?
Siga o caminho das estrelas: alimente-se de forma saudável e venha treinar conosco!

A corrida é um ótimo exemplo de exercícios aeróbico que proporciona um alto índice de gasto calórico, além de ser muito prática e simples de ser ser praticada.

A atividade aeróbica aliada aos exercícios resistidos localizados (abdominais) formam a receita para obter um abdômem forte e definido.

Bom final de semana e bons treinos!


terça-feira, 7 de maio de 2013

Educativos de corrida: aposte neles e otimize suas passadas!

Melhore habilidades da corrida com

exercícios educativos e funcionais


A corrida é um dos esportes mais praticados no Brasil atualmente. É um esporte de fácil acesso, sem grandes despesas com equipamentos específicos e que oferece maior liberdade na escolha do local e do horário de treinamento. Por esses motivos, o número de praticantes cresce a cada ano, juntamente com o número de provas de corrida. Esse caráter competitivo que o esporte vem adotando modifica a característica dos “corredores de final de semana” para atletas que se preocupam em melhorar suaperformance. Desta maneira, os treinos tornam-se mais freqüentes e mais intensos, no entanto, muitas vezes sem o acompanhamento de um profissional capacitado, resultando num maior número de lesões entre os atletas de corrida de rua.

As orientações a respeito da técnica da corrida vão além dos tradicionais alongamentos e aquecimentos. Os exercícios educativos de corrida são importantes para o aprimoramento do gesto esportivo, trabalhando principalmente os seguintes aspectos:

- Memória muscular: com estímulos específicos, a musculatura é capaz de recrutar mais fibras durante um determinado movimento e coordená-lo com velocidade e freqüência respiratória;

- Ajuste postural: condicionamento da postura ideal durante a corrida, associando a movimentação de membros superiores, alinhamento do tronco, elevação dos joelhos e inclinação do corpo;
- Técnica da corrida: manutenção da amplitude da passada para economia de energia, controle da freqüência da passada, elevação dos braços, diminuição do peso do tronco, controle da freqüência respiratória e posição dos pés no contato com o solo (ataque);
- Otimização do gasto energético: quando o gesto esportivo é executado de maneira correta, o atleta despende de menos energia durante a corrida.
Os exercícios educativos são simples e não ocupam muito tempo em sua execução, sendo recomendável realizá-los no início dos treinos para melhoria das técnicas, quando o atleta não está sob o efeito da fadiga muscular e apto a receber estímulos; e antes das provas de corridas, como forma de aquecimento.
Os erros de técnica mais comumente encontrados em corredores iniciantes ou em atletas que estão retornando da reabilitação para os treinamentos, são:
- Atacar o solo com o mediopé, aumentando o tempo da passada e aumentando o gasto energético durante a transferência de peso;
- Ataque forte com os calcanhares, o que aumenta o impacto e desacelera a passada;
- Falta de coordenação entre membros superiores e inferiores, aumentando o gasto energético para manter o equilíbrio corporal;
- Déficit na flexão dos joelhos, o que diminui a amplitude das passadas;

Alguns dos educativos de corrida mais conhecidos:
Skipping alto / para frente: elevação alternada dos joelhos até a altura do abdome, coordenando membros inferiores com superiores também de maneira alternada, correndo no lugar ou em deslocamento;
Skipping para trás ou Anfersen: com o tronco levemente inclinado a frente, flexionar os joelhos de forma alternada, tocando os glúteos com os calcanhares e coordenando a movimentação dos braços, correndo no lugar ou em deslocamento;
Kick out: movimento ritmado com os joelhos em extensão, tocando a ponta dos pés no solo de forma alternada ao movimento dos braços (que permanecem com o cotovelo em um ângulo de 90°);
Saltitamento: pequenos saltos contínuos, mantendo afastamento das pernas na largura do quadril. Saltos curtos sem tocar os calcanhares no solo;
Hopserlauf (passeio no parque): corrida alternando saltos com elevação do joelho e do braço contralateral.
Os educativos de corrida são elementos essenciais no preparo de um corredor, sendo de responsabilidade do treinador o aprimoramento da técnica de corrida. No entanto, quando se trata de prevenção de lesões ou retorno ao esporte pós-reabilitação, é extremamente importante que o fisioterapeuta do esporte esteja familiarizado com esses exercícios, visando minimizar movimentos potencialmente lesivos. 

Além do aprimoramento da técnica através dos educativos podemos potencializar o rendimento dos treinos utilizando exercícios funcionais. Eles contribuem para o equilíbrio, o condicionamento cardiorrespiratório, a coordenação motora e a flexibilidade.

Esse tipo de treinamento aprimora o desempenho dos corredores e também melhora a execução de tarefas do dia a dia.


O treino também proporciona um bom fortalecimento, principalmente dos membros inferiores e das regiões lombar e abdominal. E isso acontece de forma dinâmica e bastante direcionada à modalidade praticada. Os movimentos ajudam na propriocepção (percepção do corpo por meio de estímulo ou movimento) dos músculos utilizados na corrida, favorecendo a técnica.

A prática regular dos exercícios funcionais pode substituir a musculação tradicional e vem sendo cada vez mais adotado pelos corredores por conta da sua especificidade e das melhoras significativas que proporciona.

O treino funcional é indicado para todas as pessoas, independentemente da experiência esportiva. Porém, como todas as atividades físicas, necessita de uma liberação médica a partir de exames clínicos e uma avaliação física. Ao iniciar esse tipo de trabalho, comece devagar e aumente a intensidade e dificuldade dos movimentos, que usam muitas vezes o peso do próprio corpo como carga, de forma progressiva.  


Pensando nisso a Vidativa Floripa incluiu na rotina de treinos uma sessão semanal de educativos e exercícios funcionais nos treinos de quarta-feira na base Beira-Mar e quinta-feira na base Lagoa, venha treinar conosco melhorando cada vez mais sua experiência com a corrida!

Boa semana e bons treinos!


sexta-feira, 3 de maio de 2013

Resultados - Volta à ilha e MD Praia do Rosa

Os vidativados dão um show nas provas mais aguardadas do semestre, Revezamento Volta à Ilha e Mountain Do Praia do Rosa!

Revezamento Volta à Ilha

Depois de uma preparação intensa de treinos, reuniões e planejamento a Vidativa Floripa concluiu com sucesso absoluto sua participação no 18º Revezamento Volta à ilha que rolou no dia 20 de abril. Nossas três 3 equipes de diferentes categorias (participação, feminina e dupla), percorreram os 140km de asfalto, praias e trilhas em um verdadeiro tour por Floripa tendo o suporte de uma super equipe de apoio. A roxinha marcou presença nos mais belos recantos da nossa ilha com muita organização, trabalho de equipe, garra, determinação e muita alegria. Agradecemos e parabenizamos todos os vidativados que estiveram conosco neste dia eletrizante quando mostramos que nossa união é a nossa força! Um viva à FAMÍLIA VIDATIVA!

Confira as fotos e os resultados:

13º Lugar de 22 equipes - 512 - Prontomed Vidativa: Clara e Rolf

4º Lugar de 13 equipes - 86 - Vidativa Floripa 2: Patrícia, Kristhiane, Giselle, Francine, Nádia, Titi, Emi, Karen, Júlia

78º Lugar de 253 equipes - Vidativa Floripa 1: Lozano, Marcus, Macambira, Barbosa, Eric, Bruna, Sarah, Gildo, Mari, Johny, Cláudia, Pita.

Abaixo os resultados dos tempo parciais e ritmo por trecho:
 Pati: 1, 9 e 18| Kris: 2 e 10| Gi: 3 e 11| Fran: 4 e 12| Nádia: 5 e 13| Titi: 6,14 e 17| Emi: 7| Karen: 8 e 16| Júlia: 9
Lozano: 1| Marcus: 2 e 7| Macambira: 3 e 14| Barbosa: 4 e 12| Eric: 5 e 11| Bruna: 6 e 13| Sarah: 8| Gildo: 9 e 16| Mari: 10| Johny: 16| Cláudia: 17| Pita: 18


Escalação da equipe de apoio: Leo, Fernando, Dênis, Flávio, Fabi, Fernandinho, Adele, Wagner

 
Mais fotos: FOCO RADICAL

MOUNTAIN DO Praia do Rosa

Aproveitando a super injeção de adrenalina do Volta à Ilha seguimos para mais um desafio, o Mountain Do Praia do Rosa que aconteceu no último sábado, dia 27. O percurso da prova passa por uma das mais belas baías do mundo além das lindas paisagens das dunas, trilhas e montanhas «verticais» que os mais de 1000 participantes enfrentaram nas distâncias de 4, 9 e 18Km. E nesse dia lindo e ensolarado de corrida a Vidativa foi para o lugar mais alto do pódio com a nossa atleta Adele Speck que foi a primeira mulher a cruzar a linha de chegada dos 18Km, sagrando-se campeã da prova! A comemoração foi a altura no coquetel oferecido pela organização da prova sábado a noite e no domingo com praia e churrascada dos vidativados. 

Veja os resultados e fotos do final de semana:

Mais fotos: FOCO RADICAL



Um agradecimento especial aos amigos que estiveram presentes nas provas, apoiando e incentivando os colegas de equipe! O nosso obrigado também aos nossos patrocinadores Grupo Orbenk, Clininca Médica Domenico De León, Aluguinvest, Açaí Via Láctea, Rip Fibras que deram aquele apoio pra galera na estrutura e na reposição energética! Valeu!

Bom final de semana e bons treinos!

sábado, 13 de abril de 2013

Recuperação Pós-Corrida

Correu? Dicas para boa recuperação após participação em provas ou treinos longos e intensos

Hidratação, massagem, alongamento, treino leve e outros esportes são super recomendados, confira:

Apaixonados por corrida normalmente trocam a calmaria do fim de semana pela participação em provas ou treinos longos que envolvem grande desgaste físico. As competições de corrida de rua acontecem em todo país e milhares de pessoas se preparam para fazer bonito e melhorar suas marcas. Se os treinos antes são duros, aquela dorzinha e o cansaço após a corrida também costumam incomodar os corredores. Então, o que fazer?
Há quem diga, que a melhor parte da corrida é quando paramos de correr. E convenhamos, muitas vezes é verdade, afinal depois de um treino forte, ou de uma prova, nada melhor do que ficar parado, descansar, e curtir o estado endorfinado pós-exercício de forma bem relaxada. Uma bela forma de recuperação, não?

Pode até ser muito confortável, mas nada funcional. Existem alguns métodos que auxiliam na recuperação do corpo para uma próxima sessão de treino ou para a próxima prova do calendário.

Algumas dicas são:

Recuperação Ativa - após um treino intenso, deve-se realizar uma sessão de 10-20 minutos de corrida leve (trote) ou até mesmo uma caminhada, que auxilia no processo de remoção do ácido lático, e facilita o relaxamento muscular. Se possível, seria ainda melhor, se o trote fosse realizado na grama, pois como é um terreno mais macio, há maior amortecimento e menor desgaste articular;
Além da corrida e caminhada podemos aproveitar o dia de descanso da corrida para praticar outros esportes como o cliclismo, natação, patinação, skate, surf, etc. práticas que oferecem estímulos variados com baixo impacto nas articulações.



 Alongamentos - ajudam a manter/aumentar a flexibilidade (pode ajudar a aumentar o comprimento das passadas e otimizar a velocidade e força de contração dos músculos), auxiliam no relaxamento muscular, são importantes para prevenir problemas posturais (prejudicam a corrida), proporcionam sensação de bem estar e a dor muscular tardia (a dor do dia seguinte) também pode ser diminuída;


Crioterapia - Logo após uma corrida, vocês já viram alguém imerso em uma banheira, piscina ou barril com água e gelo? Se sim, presenciou um atleta fazendo o uso da crioterapia, que é uma forma de tratamento através do frio. Esse método deve ser feito logo após o treinamento, e ajuda na diminuição da dor, estimula o relaxamento, melhora a amplitude do movimento, reduz edemas e hematomas, e diminui processos inflamatórios.
Uma forma mais prática e fácil de realizar a crioterapia é através de massagens com gelo durante 15 - 20 minutos;

Massagem - pode ser benéfica pela melhora da circulação sanguínea, elevação da quantidade de oxigênio até o músculo, diminuição da frequência cardíaca, redução de fatores relacionas ao estresse, aumento da serotonina e dopamina, que são responsáveis pelo ânimo, além de ajudar no relaxamento mental. Entretanto, é válido lembrar que há diversos tipos de massagem, e cada uma com determinado fim, portanto o ideal é que ela seja executada por um profissional com bom conhecimento do sistema muscular e fisiológico.
Reposição energética - Após o treinamento de corrida é essencial que o atleta consuma alimentos ricos em carboidratos simples, de alto índice glicêmico, para uma rápida absorção. Os pães, especialmente o pão branco e as massas são ótimas para repor as reservas energéticas consumidas durante o treinamento, assim, o corredor irá repor suas reservas de glicogênio – perdido durante a corrida, e melhorar o processo de recuperação. Alimentos como uvas passas, banana, melancia, abacaxi, batata (purê) e arroz também fornecem energia ao organismo. Porém, deve-se ficar atento à quantidade, pois o corpo pode acumular esse carboidrato como gordura, o que é prejudicial ao desempenho.
Outro nutriente que não pode faltar na refeição pós-treino é a proteína, encontrada em alimentos como leite, frango, carnes magras e peixes. Esse consumo auxilia na reconstrução da musculatura e fibras rompidas durante o exercício e na recuperação para os próximos treinos. Entretanto, é ideal que essa fonte de proteína seja magra, pois a gordura dificulta a digestão e absorção dos nutrientes. Portanto, queijos brancos, leite desnatado, peito de frango, filé de peixe são as melhores pedidas. Se utilizar embutidos, os à base de carne de aves, como peru e chester, são mais indicados.
Para uma refeição, como um lanche da manhã ou da tarde, a barra de cereal integral com castanhas e um copo de leite desnatado é uma combinação excelente, pois o cereal irá repor o carboidrato necessário e o leite fornece proteínas que, quando ingeridas junto com o carboidrato, promovem uma recuperação muscular mais efetiva. Já as castanhas fornece vitaminas antioxidantes que melhoram a recuperação, além de ajudar a combater os radicais livres.
Mais opções para os treinos matinais, uma vitamina com iogurte, banana, mel e aveia, repõe os nutrientes perdidos durante o treino. Outra pedida é um sanduíche de pão sírio com queijo cottage, peito de peru, tomate e pepino. As duas refeições irão repor o carboidrato, o que vai recuperar o glicogênio muscular, proteína magra para fornecer os aminoácidos necessários para recuperação, e ainda com pouca quantidade de gordura saturada.
 Reidratação - Outra questão muito importante é com relação à ingestão de água. Muitas pessoas se enganam apenas se hidratando nas 48h antecedentes a prova. A hidratação deve ser feita diariamente, antes, durante e após as provas. Aumentar o consumo de água diário e fazer disso um hábito é muito importante, uma dica é sempre ter consigo ou por perto uma garrafinha. 







Essas são algumas das formas de recuperação pós-treino/corrida, que ajudam o corredor a chegar "pronto" para o treinamento seguinte. É claro, não é necessário utilizar todos esses métodos, mas sim o que se ajuste melhor a você e as suas necessidades.

Bom descanso e até a semana que vem!

Fontes: