quarta-feira, 16 de abril de 2014

Páscoa chegando: dicas de como escolher os famosos Ovos de Páscoa e se deliciar sem exagero!


Nesta época do ano, a quantidade de chocolates ao nosso redor costuma aumentar substancialmente. Para quem normalmente já gosta do doce, mas é preocupado com as calorias, a Páscoa é o período mais difícil para resistir à tentação, e isso pode comprometer os resultados de uma alimentação balanceada. Porém, mesmo saindo da dieta, é possível fazer escolhas inteligentes.
Quando não consumido em porções exageradas, o chocolate é saudável e nutritivo, além de uma excelente fonte de sais minerais, como fósforo, potássio e magnésio. Agora, se faz bem para o físico, o psicológico não fica atrás: o alimento é capaz de estimular o sistema nervoso central, além de ser responsável pelo aumento da produção de serotonina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar, ajudando a combater a ansiedade e a depressão.
Comer chocolate às vezes está totalmente dentro do que é considerada uma dieta saudável e equilibrada. Além de que, como em qualquer outra data comemorativa, devemos “COMEmorar”. Para ela, podemos comer quando realmente estivermos com vontade, sempre evitando horários perto das refeições, porque pode ser fome. Matar a vontade comendo chocolate é uma coisa, matar a fome será outra.
Na hora de escolher seu ovo de Páscoa, não se guie apenas pelos nomes “diet, light e zero”. Afinal, estes rótulos podem esconder ovos calóricos e gordurosos.
FAVORITOS DO ANO
Kit Kat, Alpino, Lajotinha e os trufados são alguns dos grandes hits presentes no supermercado e em lojas especializadas este ano. Mesmo sendo considerados calóricos, é possível observar diferenças em seus valores nutricionais. Na hora da escolha, é comum ignorar estas informações, então fizemos o comparativo entre estas versões e outras consideradas mais “saudáveis”. Confira abaixo.

Vale mencionar que nada é igual a comer o seu chocolate preferido afinal, a Páscoa acontece apenas uma vez no ano e devemos aproveitar a data. Sem exageros, é claro.
Confira as melhores opções para se deliciar nesta páscoa:

Ovo de Chocolate Amargo
É a versão mais amiga da dieta e da saúde por conter menos açúcar e mais massa de cacau, além de não apresentar quantidades consideráveis de manteiga. É nele que estão concentradas as propriedades funcionais do chocolate, responsáveis por prevenir o câncer, doenças cardiovasculares e fortalecer o sistema imunológico. 
Ovo de Chocolate Diet ou Zero Açúcar
A versão diet é sem açúcar, portanto é indicado para quem necessita diminuir seu consumo, ou seja, pessoas com a glicemia alterada, seja por diabetes ou por resistência a insulina. No entanto, deve-se tomar um cuidado extra, pois essa versão costuma apresentar mais gordura do que os chocolates convencionais, tornando-se mais calóricos. Exatamente por isso, não é indicado para quem faz dieta de emagrecimento.
Ovo de Alfarroba
O cacau também pode ser substituído por outro ingrediente de sabor semelhante e com propriedades nutricionais mais interessantes: a alfarroba. Trata-se de uma vagem cuja polpa é torrada e moída e serve como base para uma massa parecida com o chocolate. A alfarroba tem mais fibras, boas quantidades de vitaminas e minerais e, quando comparado com o chocolate, tem menos açúcar e menos gordura. Atualmente, há opções de ovos de Páscoa feitos com esse material no mercado brasileiro.

O açúcar natural desta vagem é maior do que o açúcar presente no cacau, o que dispensa a inclusão de adoçantes na fabricação. O produto também não contém glúten, nem ingredientes de origem animal, como leite. O “chocolate” de alfarroba não tem os estimulantes presentes no chocolate tradicional, como a cafeína e a teobromina. No entanto a alfarroba não é um alimento de baixa caloria, mas é um pouco menos calórico do que o chocolate tradicional. Se uma barra de 25 gramas do chocolate ao leite tem de 125 a 130 kcal, o chocolate de alfarroba tem 116 kcal.
Ovo de Chocolate de Whey Protein
A moda agora é chocolate com Proteína isolada do soro do leite, que auxilia no ganho de massa magra. A substância possui alto valor biológico e, estudos recentes mostram que elas possuem compostos que agem como antimicrobianos, anti-hipertensivos, reguladores da função imune e dos fatores de crescimento. O ovo de chocolate com whey protein é indicado para os praticantes de atividade física que não querem sair da dieta nesta Páscoa ou pessoas que precisam de uma boa ajuda na recuperação de massa muscular.
Ovo de Chocolate de Soja
A soja  é rica em proteínas de alto valor biológico, contém aminoácidos essenciais e poder antioxidante. O ovo de chocolate de soja é indicado para quem possui intolerância a lactose ou alergia a proteína do leite de vaca. 
Ovo de Chocolate Branco
Entre os nutricionistas, o chocolate branco é visto como vilão. Isso porque em sua composição entra apenas a manteiga de cacau, um tipo de gordura saturada extraída do fruto. O cacau propriamente dito só aparece na composição dos chocolates escuros. “O chocolate branco é mais calórico, tem mais açúcar e mais gordura. Ele não apresenta os benefícios relacionados aos chocolates amargos ou meio-amargos.

FIQUE DE OLHO NO RÓTULO!

Os nutricionistas ressaltam a importância de ler o rótulo nutricional da embalagem dos alimentos, para evitar possíveis complicações de saúde. Veja as dicas!- Fique atento para o primeiro ingrediente que está descrito no rótulo: aquilo que estiver em primeiro, é o que está em maior quantidade. Exemplo Ingredientes: açúcar, manteiga de cacau, cacau. Comentário: esse tipo é o pior, pois tem mais açúcar do que qualquer ingrediente. Exemplo Ingredientes: cacau, manteiga de cacau, açúcar, baunilha. Comentário: sempre escolha o que tiver maior teor de cacau na composição, do que todos os outros ingredientes.- Verifique nos ingredientes se contém sal na preparação ou muito sódio no rótulo nutricional. O valor ideal deve estar abaixo de 120 miligramas de sódio por 100 gramas de alimento.- Certifique-se se existe algum ingrediente que você seja alérgico.- Cheque a quantidade de gordura da porção descrita. O ideal é não ultrapassar 20%.

BONS MOTIVOS PARA DEGUSTAR

-O chocolate é rico em vitaminas do complexo B e, por isso, é ótimo para energia e disposição. Além disso, é fonte de proteínas.

- Possui minerais como ferro, magnésio, potássio e fósforo. Pode reduzir hipertensão arterial e produzir relaxamento muscular, diminuindo dores musculares e cefaleias.

- As catequinas, substâncias antioxidantes, auxilia na redução de doenças cardiovasculares, hipertensão arterial e células tumorais.

- Ótimo para atletas, pois promove um efeito estimulante do sistema muscular pela presença da teobromina.

- Indicado para estudantes ou idosos que precisam de uma concentração extra, pois possui cafeína, um estimulante do nervoso central.

- Fonte de um nutriente precursor de serotonina, a feniletilamina, o chocolate é indicado para aqueles que precisam de um estímulo para o bem-estar, principalmente mulheres com TPM, adolescentes na puberdade e mulheres menopausadas.


11 DICAS INFALÍVEIS PARA NÃO EXAGERAR NESTA PÁSCOA

1. NÃO COMA TUDO DE UMA VEZ. O processo digestivo leva cerca de 20 minutos para produzir as substâncias responsáveis pela sensação de saciedade. Se você comer seus ovos de Páscoa devagar, saboreando cada pedaço, vai se sentir saciado durante a ingestão do chocolate. Quem come rápido demais acaba comendo mais do que o necessário, portanto, mais calorias.

2. ESCOLHA OVOS MENOS CALÓRICOS. Se você for escolher seus ovos, opte pelos feitos de chocolate meio amargo, que possuem menos calorias. Os mais calóricos são os de chocolate branco e os que contêm castanhas e recheios.

3. FAÇA DO CHOCOLATE UMA FONTE DE ENERGIA. Para quem costuma fazer exercícios físicos periodicamente, deixe para comer um pedaço de chocolate antes ou depois dos treinos. Assim, você o chocolate vai te dar a energia necessária para a atividade física ou então vai te ajudar a repor as energias gastas durante o treino.

4. COMA O CHOCOLATE NA HORA CERTA. Quem não faz exercícios físicos deve evitar comer os ovos de Páscoa como complemento de uma refeição. Também não substitua a refeição pelo chocolate. O melhor é comer um pedaço no meio da manhã ou durante a tarde. Dessa forma, você controla melhor a quantidade total de calorias que está consumindo, já que quem não treina tem gasto energético menor.

5. OVO DE PÁSCOA NÃO É SOBREMESA. Comer o chocolate após as principais refeições, fazendo dele uma sobremesa, também não é a melhor forma de comer o doce, já que isso pode aumentar a absorção de gordura consumida nas refeições.

6. COMA SEM CULPA. Os chocólatras podem traçar um plano de ação, ingerindo pequenas porções do chocolate durante todo o dia, para não se sentirem aquela sensação de culpa. Isso também vale para mulheres que estão na TPM, que costumam comer mais o doce para ajudar no equilíbrio hormonal e emocional.

7. EVITE COMER CHOCOLATE À NOITE. Durante o sono, nosso gasto energético é menor, por isso, não coma o chocolate à noite antes de deitar.

8. NÃO DEIXE O OVO À VISTA. Bateu aquela vontade de comer o ovo de Páscoa? Então pegue um pedaço para matar sua vontade (50 gramas já é o suficiente) embrulhe o restante e guarde o pacote. Quanto menos você olhar para o doce, menos vontade vai ter de devorá-lo.

9. DESFARCE A FOME DE CHOCOLATE. Vinte ou 30 minutos antes de comer o ovo de Páscoa, tome um copo de suco de laranja ou limonada. Assim, você não vai sentir vontade de comer o ovo inteiro, pois vai se sentir saciado mais rápido.

10. SINTA-SE BEM. Seguindo as dicas da Vidativa Floripa, você se sentirá melhor, não vai engordar comendo os ovos de Páscoa e seus chocolates durarão mais dias. 

11. DIVIRTA-SE CORRENDO COM OS VIDATIVADOS PARA QUEIMAR OS CHOCOLATINHOS A MAIS! 

Feliz Páscoa, galera!

Nenhum comentário:

Postar um comentário