segunda-feira, 30 de novembro de 2015

DESENVOLVA SUA CORRIDA COM TREINOS NA AREIA

Terreno promove mais condicionamento físico, melhora a estabilidade das articulações, entre outros benefícios

A corrida em diferentes terrenos pode proporcionar um excelente condicionamento físico para os atletas. A areia, por exemplo, contribui para a melhora da força dos membros inferiores, aprimora a estabilidade das articulações (tornozelo, joelho e quadril), além de trabalhar o condicionamento cardiorrespiratório.
os treinos realizados na praia ou em uma caixa de areia podem ser feitos nos mesmos moldes de uma corrida no asfalto ou na pista. É possível fazer intervalado, contínuo, shuttle-run (deslocamentos curtos e mudanças de direção em alta velocidade), entre outros.Também dá para fazer um circuito, com a corrida seguida de uma série de exercícios.

Se você está se preparando para uma prova, o trabalho na areia é interessante no período de base (início do processo de treinos específicos para um objetivo), já que este treinamento desenvolve a resistência de força e melhora o condicionamento cardiorrespiratório. Porém, treinar muito em areia faz o atleta ficar mais lento, já que o terreno absorve demais o impacto e ‘segura’ o movimento da corrida. Além disso, a atividade é mais desgastante do que uma simples corrida na rua e, por ser em um solo irregular, exige um bom preparo muscular para evitar torções de tornozelo. Por isso, deve-se dosar a intensidade, volume e quantidade semanal deste treino.
Alguns cuidados para que o exercício na areia seja o mais seguro possível:
  • Evite correr descalço, pois algum objeto ou sujeira pode cortar e machucar seus pés. Só o faça caso o treinamento seja executado em um trecho pequeno e delimitado, em que o atleta tenha certeza de que não há nada que pode causar algum ferimento.
  • Use meias de neoprene ou tênis de perfil baixo para proteger os pés.
  • Antes do treino, faça um bom alongamento dinâmico e um aquecimento fora da areia – ou em algum local onde o solo for mais dura – para preparar as articulações, tendões e ligamentos, que serão exigidos no instável terreno.
  • Nunca esqueça o filtro solar, boné ou viseira para proteger-se do sol e do mormaço e da hidratação para refrescar e repor os líquidos perdidos durante a corrida.
Este tipo de treinamento é indicado para corredores iniciantes ou experientes. Apenas precisa ser bem orientado acerca do volume, intensidade e frequência. 
Para atletas em trabalho de base, correr na areia é indicado uma vez por semana. Já em outros períodos, uma vez a cada 15 dias é mais do que suficiente.

Como moradores de Florianópolis, nós vidativados temos muitas opções para escolher a pista de treinos na areia, desde praias com areia fofa como a Praia Mole, dunas como a Praia da Joaquina até praias de areia batida como Jurerê. No Verão Vidativa vamos fazer um tour pelas lindas areias da ilha, fortalecendo a turma vidativa e aproveitando a melhor estação do ano!

GO VIDATIVA

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Planejamento de Metas na corrida: Que venha 2016!




Está perdendo motivação? Não consegue atingir seus resultados? Tem se lesionado muito? Possivelmente você está precisando de novas metas! Se pensar em objetivos dá calafrios em você, calma: isto pode ser muito mais simples do que você imagina.
Para esta tarefa temos que começar a refletir sobre o cenário atual e avaliar as possibilidades de mudança. Está preparado? Vamos lá!

O primeiro passo é refletir sobre seu objetivo principal e todas suas variáveis:
  • Em quanto tempo eu quero atingir este objetivo?
  • Qual será minha dedicação para isto?
  • Quais são as principais barreiras para eu completar essa meta?


Este assunto nos remete para a mudança de estilo de vida, comportamento e crenças. Por exemplo, para quem gosta de correr, por vezes, a musculação parece chata e sem graça, mas provavelmente é a modalidade que vai proteger você de lesões e melhorar seu desempenho. A monotonia é uma barreira mas é possível modificar o sistema de treinamento e deixar a atividade mais dinâmica e prazerosa.


Outro ponto que pode influenciar o desempenho é a ansiedade de atingir rapidamente seus objetivos. Encare isto como um processo evolutivo e crie etapas com metas específicas e factíveis. Por exemplo, não necessariamente você deve correr sua prova antes da data. Além disso, intensificar o treinamento na semana anterior a prova não melhorará seu desempenho, pelo contrário. Um dos pilares do treinamento é o descanso.

Dentro do treinamento, este processo chama-se periodização de treinamento, composto por macrociclo (planejamento todo – anos ou meses), com mesociclos (semanas e meses) e microciclo (sessões de treino).

Turma de ultra-maratonistas Vidativa
foram os primeiros  a fazer a reunião
de planejamento

Vamos continuar este processo de planejamento? Marque já sua reunião de avaliação do ano e objetivos para 2016 com os professores Gi e Leo e para começar a sonhar com nossas próximas corridas.



Aqui vão algumas sugestões de provas para 2016, pesquise e selecione suas preferidas!